Bem vindo  

Matéria

50 anos de dedicação à saúde

Cinquenta anos anos separam o dia 1º de março de 1972, quando o Cristália fundou oficialmente a primeira planta farmacêutica na cidade de Itapira, interior de São Paulo, e este 1º de março de 2022. Porém, a missão do laboratório continua a mesma: garantir acesso dos brasileiros a medicamentos de ponta.

Naquele longínquo 1972, fundamos uma farmacêutica para dar escala à produção de medicamentos psiquiátricos, uma tarefa que havíamos iniciado quase que artesanalmente pouco tempo antes, como forma de garantir remédios para os pacientes de nossa clínica psiquiátrica em Itapira.

Em pouco tempo, tomamos outra decisão estratégica: não deveríamos nos contentar em importar Insumos Farmacêuticos Ativos (IFAs) para a produção de medicamentos, e, sim, fabricá-los. Decidimos então dar mais um passo à frente, produzindo nossos próprios insumos. Não queríamos depender da importação de matérias primas. Imaginávamos o que poderia acontecer se, em um momento de grande demanda mundial, não fôssemos capazes de produzir nossos próprios IFAs. Faltariam anestésicos, antibióticos, soros e outros medicamentos para pacientes e hospitais brasileiros?

O Brasil de 50 anos atrás era muito diferente do Brasil de hoje. Saúde era um privilégio dos poucos que podiam pagar por medicamentos importados, mesmo que básicos. O Sistema Único de Saúde (SUS) só iria surgir em 1988, com a nova Constituição Federal, e fez com que saúde não fosse mais privilégio de poucos. Hospitais, médicos e medicamentos passaram a ser um direito de todos, mesmo com todos os gargalos que o SUS possa ter. E a autossuficiência do País na produção de insumos e medicamentos finais passou a ser uma questão estratégica.

A pandemia da covid-19 bateu à porta do Cristália às vésperas do cinquentenário como uma prova de fogo para a missão que decidimos realizar. Como fabricantes de 80% dos medicamentos que compõem o chamado kit intubação, e tivemos que quadruplicar a produção para atender aos hospitais brasileiros.

Nesses últimos dois anos, muitas vezes me peguei a pensar o que teria ocorrido se não tivéssemos o conhecimento e a capacidade produtiva para abastecer os hospitais brasileiros em um momento de dor e caos, nem a capacidade de investir em novos equipamentos para aumentar a produção.

E o que construímos nesses 50 anos? Nos dedicamos a nossa missão. Buscamos seguir o caminho da inovação, radical e incremental, esforço que se traduz nas 119 patentes conquistadas. Temos imenso orgulho das 14 unidades industriais do Cristália e do complexo farmacêutico, farmoquímico e de biotecnologia instalado em Itapira, o maior e mais moderno da América Latina. E abraçaremos este cinquentenário anunciando a expansão de nossas operações no exterior, inicialmente pela América Latina.

Inovação está no DNA do Laboratório Cristália e norteará o futuro da empresa nos próximos 50 anos.

 

Dr. Ogari de Castro Pacheco