Bem vindo  

Painel do Associado

Ourofino Saúde Animal dá mais um passo inovador

A Ourofino Saúde Animal lançou em abril uma plataforma biotecnológica de terapia com células-tronco voltada para cães.

A novidade veio com a incorporação da startup de biotecnologia Regenera, de Campinas (SP), em uma negociação de R$ 20 milhões.

Com o investimento, a empresa reforça o propósito de reimaginar a saúde animal, desafiando o pensamento convencional para liderar a evolução e o crescimento sustentável. Com a aquisição, a Ourofino disponibiliza para todo o Brasil o NeoStem, terapia indicada para cães no tratamento da osteoartrose, sequela neurológica de cinomose e ceratoconjuntivite seca.

A aquisição deve acentuar a trajetória de crescimento da Ourofino Saúde Animal no segmento pet. No ano de 2021, a Ourofino obteve receita líquida de R$ 905 milhões, 24% maior que o registrado no mesmo período de 2020. O segmento de animais de companhia representa 13% dos negócios da empresa. O mercado pet cresceu 22% no ano passado e está em franca ascensão. Somente no Brasil, estimativas apontam para mais de 140 milhões de animais de companhia, que exigem uma série de cuidados dos seus tutores. Os dados são do Instituto Pet Brasil.

As células-tronco têm a capacidade de se dividir e serem programadas para desenvolver funções específicas, pois são uma espécie de “célula neutra”, ou seja, ainda sem uma especialidade. Podem, por exemplo, se transformar em célula muscular ou óssea. Dessa forma, podem atuar na regeneração de tecidos, sendo usadas no tratamento de uma série de doenças hematológicas, por exemplo. Esse tipo de terapia está entre as tecnologias de saúde mais avançadas.