Bem vindo  

ASSOCIADO EM FOCO

Farmacêutica EMS é patrocinadora do novo e premiado documentário “Rios Voadores” (11/11/2022)

Coprodução franco-brasileira será exibida pela TV aberta no Brasil, neste sábado (12), e chama atenção para fenômeno meteorológico da Amazônia, considerado vital para equilíbrio ambiental mundial

A EMS – maior laboratório farmacêutico no País – é patrocinadora oficial do novo documentário “Rios Voadores”, nome de um fenômeno meteorológico e climático único, considerado vital para o planeta, que ocorre em sua origem na Amazônia e atravessa todo o continente sul-americano, em um percurso de 7 mil quilômetros. A coprodução franco-brasileira será veiculada no próximo sábado (12), em rede nacional, pela TV Cultura, às 18h30, e será lançado na Europa, na emissora de televisão Arte France, às 22h20 (horário local). Com duração de 52 minutos, o longa já coleciona prêmios no Deauville Green Awards, Silbersalz Festival e Festival Du Film Scientifique 2022. A estreia especial acontece durante a conferência mundial sobre questões climáticas e ambientais, a COP27, que vem sendo realizada em Sharm el-Sheikh, no Egito, de 6 a 18 de novembro.

“Temas que trazem reflexão sobre as condições climáticas e sustentabilidade ambiental são sempre necessários para compreendermos e aperfeiçoarmos nosso papel como empresa e para discutirmos soluções para o planeta. A EMS se orgulha de somar esforços em parcerias assertivas como esta, pois, além da urgência da pauta, está engajada na luta para preservar nossos biomas, em especial na região Amazônica, onde mantém projetos para conservar a floresta e melhorar a qualidade de vida da população local. Convidamos todos para assistirem a este brilhante documentário e espero que ele inspire boas ideias e, mais do que isso, ações concretas e necessárias”, destaca Josemara Tsuruoka, gerente de Marketing Institucional da EMS.

Com direção e roteiro do francês Pascal Cuissot, e ideia original da GRIFA FILMES, experiente e premiada produtora brasileira de documentários em temas como história e ciência, o filme fala sobre os rios voadores, que têm origem na floresta amazônica, atravessam a América do Sul e transportam mais água do que o maior rio do mundo, o Amazonas, evitando, inclusive, a desertificação da região. Também propõe reflexão sobre os 600 bilhões de árvores que dependem desse ecossistema e quais seriam as consequências para o equilíbrio ambiental se esse fenômeno desaparecesse, questionando ainda a exploração e o desmatamento da vegetação local.

Para explicar e se lançar nesta profunda investigação científica sobre a importância deste ecossistema e impacto para o clima global, as produtoras Grifa Filmes e ZED investiram em tecnologia de gravação para apresentar imagens aéreas da região – com resolução 4k –, além de time-lapse, slow-motion, macrofotografia, e recursos de animação 3D, nas cenas que mostram laboratórios e centros de pesquisa pelo mundo.

Tão importantes quanto as imagens são o roteiro e os personagens, a maioria composta de renomados cientistas, meteorologistas, climatologistas, ambientalistas, professores e pesquisadores de diferentes nacionalidades, que trazem conhecimento técnico e endossam a narrativa. Entre eles, o professor Antônio Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do Brasil, especialista mundial em questões climáticas e na importância da floresta neste contexto; o Prêmio Nobel José Marengo, doutor em Meteorologia e pós-doutorando pelo Instituto Goddard de Estudos Espaciais da NASA; Anastassia Makarieva, PhD em física atmosférica e uma das mais criativas e brilhantes cientistas do mundo no campo dos ecossistemas; o professor americano Scott Saleska, PhD em Energia e Recursos pela Universidade do Arizona, Estados Unidos, cujo trabalho analisa como a demografia florestal e a dinâmica de perturbações controlam o ciclo do carbono na floresta amazônica; e o piloto, engenheiro e ambientalista suíço-brasileiro Gérard Moss, o primeiro a demonstrar que a maior parte da chuva que cai sobre o continente sul-americano provém da floresta amazônica e não dos oceanos; entre outros grandes nomes do campo científico.

EMS: compromisso com o meio ambiente e com os povos da Amazônia

A preocupação com a preservação do meio ambiente é um dos pilares que integram o escopo de responsabilidade social da EMS. A farmacêutica detém uma política rígida de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA) e mantém uma parceria com a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) desde 2014. Por meio deste apoio, que tem viabilizado a realização do Programa Bolsa Floresta Social e do Projeto Dicara, a EMS contribui para a construção de infraestrutura social, com desenvolvimento da educação, saúde, comunicação e transporte, e para a consequente melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas no Estado do Amazonas. A proposta é promover cidadania e dignidade entre as populações moradoras de locais isolados e com alto potencial de conservação da floresta. Entre 2014 e 2016, mais de 2,6 mil famílias ribeirinhas foram beneficiadas pelo Programa Floresta Social e, no período de 2016 e 2023, serão aproximadamente 3 mil crianças e adolescentes contemplados pelo Dicara.

 

Ficha técnica:

Rios Voadores - 2022, documentário para TV, 4K, 1 x 52';

 

Produzido por Grifa Filmes, ZED, TV Cultura, Arte France;

Coproduzido por NHK, Planete +;

Direção e Roteiro: Pascal Cuissot;

Produzido por: Mauricio Dias, Fernando Dias, Manuel Catteau;

 

Produção Executiva: Tatiana Battaglia, Valérie Abita;

Ideia Original e Pesquisa: Ilka Hempfing;

Trilha Original: Alexandre Guerra;

Edição: David Fernandes, Tom Laterza;

 

Direção de Fotografia: Otavio Lima, Jean-Gabriel Leynaud;

Direção de Projeto: Bianca Corona, Claire Benard;

Som: Miqueias Motta, Paulo Seabra, Alexey Antonov;

Com o suporte de Centre National du Cinéma et de l’Image Animée, PROCIREP - Société des Producteurs et de L’ANGOA, Ancine, Governo do Estado de São Paulo (Secretaria de Cultura e Economia Criativa), Proac ICMS, Proac Expresso Direto;

 

Patrocínio: Laboratório Farmacêutico EMS

Exibição: TV Cultura, ARTE FRANCE, NHK, Planete +;

Distribuição internacional: ZED.

 

Link para a estreia na ARTE FRANCE: https://arte-magazine.arte.tv/programme/56663/224658

 

Sobre a EMS

A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, líder de mercado há 16 anos consecutivos, pertence ao Grupo NC. Com 58 anos de história e mais de cinco mil colaboradores, atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca, OTC e hospitalar, fabricando produtos para praticamente todas as áreas da Medicina. Tem presença no mercado norte-americano com a sua controlada Vero Biotech, localizada em Atlanta, Geórgia (EUA), por meio da qual a EMS obteve em 2019 a aprovação de seu primeiro produto revolucionário, fruto de inovação radical, submetido à FDA (EUA), posicionando o laboratório como uma empresa inovadora no mercado global. A EMS também investe consistentemente em inovação incremental, em genéricos de alta complexidade e é uma das acionistas da Bionovis, de medicamentos biotecnológicos – considerados o futuro da indústria farmacêutica. A empresa possui unidades produtivas em Jaguariúna (SP); em Brasília (DF); em Hortolândia (SP), onde funcionam o complexo industrial, incluindo o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, um dos mais modernos da América Latina, e a unidade totalmente robotizada de embalagem de medicamentos sólidos; e conta também com a Novamed, localizada em Manaus (AM), uma das maiores e mais modernas fábricas de medicamentos sólidos do mundo. Na Sérvia, possui a farmacêutica Galenika, adquirida em 2017 como parte do processo de internacionalização da companhia. A EMS exporta para 55 países e tem, na Itália, o laboratório de pesquisas MonteResearch. A empresa mantém um histórico consistente de iniciativas sociais, culturais, ambientais e esportivas dentro e fora do país como uma forma concreta de também promover saúde e qualidade de vida.

 

Divulgação: EMS