Bem vindo  

ASSOCIADO EM FOCO

Após quase uma década fechado, Museu do Ipiranga reabre ao público com apoio da farmacêutica EMS (08/09/2022)

Além de patrocinar projeto de restauro e revitalização, laboratório tem promovido campanhas de comunicação e apoiado a realização de exposição virtual gratuita e eventos musicais

Após quase uma década fechado para reforma, o Museu do Ipiranga, em São Paulo, se prepara para reabrir as portas para o público como celebração do Bicentenário da Independência. O funcionamento para os visitantes em geral começa a partir desta quinta-feira (8), com expectativa de atrair cerca de 900 mil pessoas por ano, de acordo com o Governo do Estado de São Paulo. Além de receber incentivos públicos, o projeto contou com patrocínio privado, como o da EMS – maior laboratório farmacêutico no Brasil –, sendo a empresa um dos primeiros e uma das principais organizações parceiras nesse processo de revitalização.

“Temos enorme orgulho em contribuir para a preservação da memória do Brasil e em devolver à sociedade, depois de quatro anos de investimentos, este importante patrimônio histórico nacional, que é um símbolo da nossa história e identidade. Para a EMS, estimular a cultura é também uma forma de promover saúde e bem-estar e uma iniciativa que integra o nosso escopo de responsabilidade social. A empresa enxerga que a reabertura no ano bicentenário da Independência é uma maneira de todos nós nos conscientizarmos sobre os valores cívicos e nos atentarmos para a importância de se revisitar o passado com forma de compreender o presente e de tentar construir um futuro melhor, valorizando nossa trajetória como nação”, afirma Marcus Sanchez, vice-presidente da EMS.

Além de destinar recursos à reforma, a EMS tem promovido uma série de ações que envolvem estratégias de comunicação para dar visibilidade ao projeto e apoio para realização de exposição virtual gratuita à sociedade e de eventos musicais nas dependências internas do museu. 

Em setembro de 2020, a empresa patrocinou, por exemplo, a “Exposição Pílulas”, que trouxe para a população uma experiência de visita virtual em 3D ao museu como uma forma de dar acesso ao espaço mesmo com ele fechado. Outra iniciativa é a veiculação, nas principais revistas impressas do país, de uma série de anúncios publicitários destacando a importância do projeto de restauro e a contagem regressiva para a entrega do novo Museu do Ipiranga. “Fizemos um anúncio em cada dia 7 de setembro dos últimos quatro anos (de 2019 a 2022, sendo que o deste ano foi veiculado em 02 de setembro, narrando o orgulho de finalmente ver esse patrimônio de portas abertas). A marca que estamos construindo é essa, que se orgulha de olhar para trás e perceber seus rastros consistentes e constantes de responsabilidade social”, acrescenta Sanchez.

Reaberto com o dobro da área expositiva, o novo complexo trará anfiteatro para projeção de filmes, audições e concertos, mirante, cafés e restaurantes. A curadoria do museu também utilizará recursos multimídia para propor novas visões sobre os objetos expostos. Além de moderno, o museu será totalmente acessível, com rampas, elevadores e muitos recursos multissensoriais.

Em sua primeira semana de funcionamento, o novo Museu do Ipiranga terá um horário especial e estará aberto das 11h às 16h. As visitas precisam ser agendadas pela plataforma Sympla e, até o dia 6 de novembro, a entrada será gratuita. Um dia antes, em 7 de setembro, o museu receberá a visita especial de 200 estudantes de escolas públicas e dos trabalhadores que contribuíram na obra de reforma, acompanhados de suas famílias. 

Eventos de comemoração

Entre os dias 7 e 11 de setembro, das 18h às 22h, como parte das comemorações, haverá uma série de espetáculos musicais, dança, artes visuais e shows musicais, além de espetáculo de projeção mapeada na fachada do Museu do Ipiranga. Alguns dos artistas que se apresentam são Ana Vitória, Geraldo Azevedo, Almir Sater e Luedji Luna, acompanhados de orquestras e bandas musicais. 

A EMS também vai patrocinar, em novembro, o Projeto Música da Independência, uma iniciativa conjunta entre o Instituto Música Brasilis e o Museu do Ipiranga. Ao longo do mês, ocorrerão quatro apresentações musicais gratuitas, com partituras escritas pelo Imperador do D. Pedro I e seus compositores contemporâneos. Além de acesso livre, uma das apresentações ficará disponível no Youtube.

EMS: compromisso com a cultura

A EMS acredita na arte brasileira, investindo em projetos culturais diversos, como literatura, teatro, música, museus, fotografia, exposições temáticas e concertos nacionais e internacionais. Além do Museu do Ipiranga, a empresa é parceira do Museu do Futebol pelo terceiro ano consecutivo; do Museu de Arte Moderna (MAM) há quase uma década; do MASP (Museu de Arte) desde 2021; e do Museu Judaico (2021). Em 2021, apoiou o Museu Oscar Niemeyer (em Curitiba-PR) e, desde o ano passado, patrocina o Museu do Amanhã (RJ). Neste período, a EMS criou o projeto ‘Rota dos Museus by EMS’, destacando esse movimento da empresa. A iniciativa ganhou inclusive um selo alusivo, que representa graficamente o trajeto cultural da empresa pelo País. 

Sobre a EMS

A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, líder de mercado há 16 anos consecutivos, pertence ao Grupo NC. Com 58 anos de história e mais de cinco mil colaboradores, atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca, OTC e hospitalar, fabricando produtos para praticamente todas as áreas da Medicina. Tem presença no mercado norte-americano com a sua controlada Vero Biotech, localizada em Atlanta, Geórgia (EUA), por meio da qual a EMS obteve em 2019 a aprovação de seu primeiro produto revolucionário, fruto de inovação radical, submetido à FDA (EUA), posicionando o laboratório como uma empresa inovadora no mercado global. A EMS também investe consistentemente em inovação incremental, em genéricos de alta complexidade e é uma das acionistas da Bionovis, de medicamentos biotecnológicos – considerados o futuro da indústria farmacêutica. A empresa possui unidades produtivas em Jaguariúna (SP); em Brasília (DF); em Hortolândia (SP), onde funcionam o complexo industrial, incluindo o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, um dos mais modernos da América Latina, e a unidade totalmente robotizada de embalagem de medicamentos sólidos; e conta também com a Novamed, localizada em Manaus (AM), uma das maiores e mais modernas fábricas de medicamentos sólidos do mundo. Na Sérvia, possui a farmacêutica Galenika, adquirida em 2017 como parte do processo de internacionalização da companhia. A EMS exporta para 55 países e tem, na Itália, o laboratório de pesquisas MonteResearch. A empresa mantém um histórico consistente de iniciativas sociais, culturais, ambientais e esportivas dentro e fora do país como uma forma concreta de também promover saúde e qualidade de vida.

Divulgação EMS