Bem vindo  

ASSOCIADO EM FOCO

EMS doa R$ 1 milhão para projeto educacional em Camaragibe-PE (18/05/2022)

Apoio da farmacêutica ao Programa Qualiescola, do IQE, beneficiará mais de 5 mil alunos, capacitará 160 professores e elevará a qualidade de ensino no município pernambucano 

O laboratório farmacêutico EMS e o Instituto Qualidade no Ensino (IQE) acabaram de estabelecer nova parceria para implementar, no município pernambucano de Camaragibe, o “Programa Qualiescola”, um projeto educacional com objetivo de capacitar professores e elevar o nível de ensino da rede pública. Para a viabilização da iniciativa, a empresa doou R$ 1 milhão, que irá beneficiar 5.200 alunos matriculados entre o 2º e 5º ano do ensino fundamental até dezembro de 2023. Com isso, a expectativa é também diminuir as lacunas de aprendizagem deixadas pelas medidas de isolamento social durante a pandemia.

Segundo dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a evasão escolar no Brasil atinge 5 milhões de alunos. Desses, mais de 40% são crianças de 6 a 10 anos. “A EMS sabe que a população menos favorecida foi a mais impactada pela pandemia e está empenhada em trazer os alunos de volta às escolas, ampliando o acesso à educação pública de qualidade. Os professores são fundamentais neste processo e nada mais justo do que valorizarmos estes profissionais. Estamos orgulhosos com mais esta parceria dentro de um histórico de 16 anos como apoiadores do IQE”, ressalta Josemara Tsuruoka, gerente de Marketing Institucional da EMS.

O Qualiescola segue a nova Base Nacional Curricular Comum (BNCC) e o que preconizam as Diretrizes Nacionais Curriculares para Educação Infantil (DNCEI). O programa se concentrará na formação de professores de língua portuguesa e matemática e no apoio aos alunos prejudicados pelo distanciamento das atividades nos anos letivos anteriores devido à covid-19 e que sentem dificuldade no aprendizado. Os novos formadores receberão capacitação presencial – com oficinas de 32 horas cada, divididas em quatro módulos por ano – e acompanhamento online do plantão pedagógico. Haverá ainda um monitoramento virtual, por meio de protocolos e feedback, da formação continuada de professores que já estão em serviço. 

“Lugar de criança é na escola, aprendendo. E nós acreditamos que é urgente e imprescindível o investimento em programas que colaborem para reduzir as carências educacionais do país, notadamente sentidas nas regiões Norte e Nordeste”, completa Josemara.

Os investimentos no Qualiescola também serão destinados à formação presencial da equipe gestora e de coordenadores de escolas, para aprofundar estratégias pedagógicas de ensino. Por fim, também contemplará a avaliação diagnóstica de aprendizagem dos alunos, com quatro processos avaliativos para o conhecimento deste grupo ao longo do programa.

De acordo com o IQE, o projeto ajudará a consolidar a alfabetização de crianças na idade certa, e garantirá que o aluno cumpra 200 dias letivos e um mínimo de 800 horas de aula no ano. Além disso, pretende levar o município a alcançar a nota 6 pelo IDEB - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB. O índice varia de 0 a 10.

“O IQE desenvolverá o Programa nas escolas com prioridade nas ações relativas ao direto à alfabetização que, infelizmente, piorou de maneira substancial nos anos de pandemia. Mais do que antes, é preciso toda uma aldeia para cuidar da educação das crianças e jovens”, afirma Iran de Fátima Freitas, diretora de Execução do Instituto. 

EMS e IQE

A EMS, seguindo sua essência de oferecer acesso à população, se orgulha de, ao longo de mais de dezesseis anos de parceria com o QE, ter contribuído para ampliar as oportunidades de educação a parcelas da sociedade. Os investimentos da empresa no Qualiescola, somando a iniciativa em Camaragibe, são superiores a R$ 4,2 milhões. Bezerros, Recife e Caruaru, no Estado de Pernambuco, são outros municípios que já receberam o projeto com ótimos resultados. 

Trajetória de apoio à educação 

A parceria da EMS com o IQE reforça o histórico da empresa de incentivo a projetos de responsabilidade social com foco em educação. Além disso, a empresa construiu, em 2008 - e mantém até hoje, em Hortolândia (SP), onde está instalado seu complexo industrial -, a EMEI Emiliano Sanchez, que atende 210 crianças da comunidade e filhos de colaboradoras, em conjunto com a Prefeitura local; e realizou em 2013 e 2014 o “Ciência em Ação”, projeto com escolas do município de Hortolândia que buscou fomentar o conhecimento pelo viés científico. Em 2016, o laboratório apoiou, durante a 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, a reedição da exposição “Menas – O certo do errado, o errado do certo”, exibida originalmente em 2010 pelo Museu da Língua Portuguesa. Em 2017, entre outras iniciativas, a EMS patrocinou a Feira de Literatura Infantil de Taubaté (Flit), que apresenta ao público o melhor da literatura infantil.

A empresa é patrocinadora de projetos que trazem o escopo principal de proporcionar experiências únicas às pessoas, causando emoção, transformando positivamente seus olhares, suas percepções e seu conhecimento e, consequentemente, promovendo qualidade de vida, saúde e bem-estar.

Sobre o IQE

O Instituto Qualidade no Ensino (IQE) é uma associação civil de caráter educacional e de assistência social, sem fins econômicos, mantida com o apoio do setor privado e parcerias com setores públicos e organizações sociais.

O IQE foi criado em 1994 como resultado do êxito da implementação do PQE-Programa Qualidade no Ensino no núcleo piloto constituído por escolas estaduais dos municípios de Taboão da Serra e de Embu, Estado de São Paulo. Este programa foi acolhido pela Câmara Americana de Comércio – Amcham -, cujos associados, em 1992, decidiram investir em um Projeto Social próprio. Nessa ocasião, foi realizada uma pesquisa entre os associados que elegeram a educação como área prioritária de atuação social.

Desde sua criação em 1994, o IQE tem implementado seus programas diretamente em escolas públicas de todo o país, em parceria com os setores privado e público, contribuindo para promover a qualidade dos processos de gestão da escola pública, do ensino de educadores (professores, gestores e coordenadores) e do ensino e da aprendizagem de alunos, cumprindo a sua missão: “contribuir para a melhoria do processo de ensino e de aprendizagem nas escolas da rede pública, investindo na formação e valorização do educador e na relação da escola com sua comunidade, promovendo a cidadania”.

Sobre a EMS

A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, líder de mercado há 16 anos consecutivos, pertence ao Grupo NC. Com 58 anos de história e mais de cinco mil colaboradores, atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca, OTC e hospitalar, fabricando produtos para praticamente todas as áreas da Medicina. Tem presença no mercado norte-americano com a sua controlada Vero Biotech, localizada em Atlanta, Geórgia (EUA), por meio da qual a EMS obteve em 2019 a aprovação de seu primeiro produto revolucionário, fruto de inovação radical, submetido à FDA (EUA), posicionando o laboratório como uma empresa inovadora no mercado global. A EMS também investe consistentemente em inovação incremental, em genéricos de alta complexidade e é uma das acionistas da Bionovis, de medicamentos biotecnológicos – considerados o futuro da indústria farmacêutica. A empresa possui unidades produtivas em Jaguariúna (SP); em Brasília (DF); em Hortolândia (SP), onde funcionam o complexo industrial, incluindo o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, um dos mais modernos da América Latina, e a unidade totalmente robotizada de embalagem de medicamentos sólidos; e conta também com a Novamed, localizada em Manaus (AM), uma das maiores e mais modernas fábricas de medicamentos sólidos do mundo. Na Sérvia, possui a farmacêutica Galenika, adquirida em 2017 como parte do processo de internacionalização da companhia. A EMS exporta para 55 países e tem, na Itália, o laboratório de pesquisas MonteResearch. A empresa mantém um histórico consistente de iniciativas sociais, culturais, ambientais e esportivas dentro e fora do país como uma forma concreta de também promover saúde e qualidade de vida.

Divulgação EMS