Bem vindo  

ACONTECE NA ABIFINA

ABIFINA completa 33 anos e comemora os resultados para o setor de química fina (18/06/2019)


Diogo Oliveira

Nesta terça-feira (18/06), a ABIFINA comemorou o seu 33º aniversário em evento realizado na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), no centro do Rio de Janeiro. O encontro contou com a participação de dirigentes da Associação, do vice-presidente da Firjan, Carlos Mariani Bitencourt e do convidado especial Fabrizio Sardelli Panzini, gerente de negociações internacionais da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que palestrou sobre a revisão da Tarifa Externa Comum no Mercosul e o seu impacto no setor da química fina, além das negociações regionais e bilaterais em andamento. 

A PALESTRA

O convidado especial Fabrizio Panzini abriu a sua palestra detalhando a atual situação do comércio exterior do Brasil e o que o governo tem feito e planejado para esta área. Segundo Fabrizio, na visão do atual governo, o mundo nos vê como um país fechado e precisamos nos abrir mais. “Para se ter uma ideia, as exportações industriais são as que mais geram efeitos positivos. Cada R$ 1 bilhão exportado pelo Brasil gera 31.558 empregos, uma massa salarial de R$ 589 milhões e um efeito multiplicador na produção de R$ 3,8 bilhões”, detalhou. Já no contexto internacional, o cenário traçado para 2019 também é de muitos desafios. “Há a questão da governança global, a intensificação da guerra comercial, a falta de cooperação internacional das grandes economias e as incertezas quanto ao futuro das regras internacionais”, finaliza.

 

 

A PREMIAÇÃO

O encontro contou, ainda, com a entrega da 3º edição do “Prêmio Alcebíades de Mendonça Athayde de Mérito Industrial” que homenageou Dante Alario Junior, presidente técnico científico da Biolab Farma e vice-presidente do segmento farmacêutico da ABIFINA.

Para Nelson Brasil de Oliveira, vice-presidente de Planejamento Estratégico e fundador da ABIFINA, o prêmio é um reconhecimento aos relevantes serviços prestados à pesquisa e inovação tecnológica por Dante Alario. “Com atuação de mais de 50 anos no setor, o empreendedorismo está literalmente no DNA de Dante. Ele é um ativista pelo desenvolvimento da indústria química no Brasil e contabiliza importantes conquistas para o desenvolvimento técnico industrial da química fina”, ressaltou. Nelson Brasil aproveitou a oportunidade para listar algumas contribuições pioneiras do químico industrial. “Foi responsável pela produção das primeiras vacinas antibacterianas “in vivo” no Brasil e pelo desenvolvimento do primeiro reidratante oral isotônico no país”. Esta é a terceira edição da premiação feita anualmente pela ABIFINA.

Em agradecimento, Dante afirmou que é um prazer enorme receber este prêmio da ABIFINA, uma associação muito participativa e referência para o governo brasileiro. “Tudo o que esta entidade coloca as mãos, ela melhora. Além de ser uma associação com propósitos sérios e democrática, onde as decisões são discutidas por todos”. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os 33 anos de atuação da ABIFINA e os resultados alcançados para o desenvolvimento do Brasil com foco na sustentação do complexo industrial de química fina também foram comemorados por Sergio José Frangioni, presidente do Conselho Administrativo da entidade. “Já vencemos muitos desafios nas negociações tarifárias no exterior, graças ao trabalho focado dos colaboradores. Estamos com uma equipe coesa operacional, enxuta e muito dedicada”. Frangioni destacou também o prêmio recebido por Dante. “É uma forma de preservarmos a nossa memória. Homenagear aquelas pessoas que sempre apoiaram a nossa luta é um reconhecimento muito importante. A história dele e as contribuições efetivas para a nossa área, servirão de inspiração e exemplo para as próximas gerações”, complementa.

 

 

Antonio Carlos da Costa Bezerra, presidente-executivo da ABIFINA, conduziu o encontro e reafirmou que a homenagem a Dante fortalece ainda mais a relevância da instituição no setor químico farmacêutico nacional. “A nossa constante busca por contribuições efetivas desperta um reconhecimento das empresas associadas e também dos segmentos governamentais, no sentido de que somos uma reserva de conhecimento, especialmente nas áreas de propriedade intelectual e de produtos sanitários e agroquímicos”.

 

OS DEPOIMENTOS

Demais presentes no evento também comentaram o papel e a importância da ABIFINA nestes 33 anos de atuação com a missão de desenvolver a indústria química fina brasileira e garantir prosperidade e soberania nacional, por meio de contribuições à formulação de políticas públicas e capacitação tecnológica de empresas. Além do “Prêmio Alcebíades de Mendonça Athayde de Mérito Industrial” recebido pelo químico industrial, Dante Alario Junior. Confira abaixo alguns depoimentos: 

 

“Na minha percepção, a ABIFINA é uma das associações de maior reconhecimento nacional, sobretudo, nos temas de propriedade industrial e patentes, com o diferencial de cuidar do segmento farmoquímico brasileiro. Completar 33 anos demostram a longevidade da instituição com o seu quadro funcional tão exuto e tão longevo, como a própria entidade. Uma das grandes conquistas da ABIFINA é manter acessa a chama do interesse na produção local do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), o qual mesmo assim o Brasil segue dependente de 90 a 95% dos IFAS importados. No prêmio de hoje, reconheço e reverencio a figura do patrono Alcebíades de Mendonça Athayde como um grande líder nacional. Quanto ao homenageado Dante Alario, acredito ser uma das maiores lideranças contemporâneas da indústria farmacêutica nacional. Parabéns ao quarteto: ABIFINA, Nelson, Athayde e Dante”.

Odilon Costa - diretor de Relações Institucionais da Cristália e da ABIFINA

 

“Quando ouço falar sobre o complexo industrial da saúde, faço uma conexão imediata com a ABIFINA, pois relaciono que o núcleo está aqui nesta instituição. Com o envelhecimento da população precisamos encontrar alternativas para a ampliação do acesso a medicamentos de alta tecnologia no país e aí está a grande relevância do complexo industrial da saúde - que busca trazer plataformas tecnológicas para o Brasil, ampliar a competitividade e garantir o acesso da população a estes medicamentos. Com relação ao homenageado, é uma grande honra acompanhar a entrega deste prêmio, visto que o Dante representa o sucesso de um empreendedor técnico científico e conseguiu trazer alternativas de medicamentos inovadores para a população. E, ao mesmo tempo, mantém o foco na busca por novas alternativas para o crescimento farmoquímico e farmacêutico brasileiro”.

Márcia Martini Bueno – diretora de Relações Institucionais da Libbs Farmacêutica

 

“Nesses 33 anos, a ABIFINA se consolidou como o principal emissor vocal da Indústria Nacional nos grandes litígios estratégicos da propriedade intelectual, se destacou na defesa da qualidade dos atos administrativos do INPI, e colacionou aos Órgãos Judicantes informações técnicas para aprimorar a qualidade das decisões. Além de sua atuação perante os Órgãos do Poder Judiciário, a ABIFINA se dedica aos debates junto às Comissões temáticas do Congresso Nacional para realçar os pontos sensíveis da concorrência e do acesso à saúde nos processos legiferantes. A beleza da comemoração da idade de Jesus (33 anos) também se dirige ao líder político e intelectual que capitaneia a Biolab, e os bons debates pelo desenvolvimento nacional. Dante é um exemplo de profissional dedicado ao Brasil com ‘B’ maiúsculo”.

Pedro Barbosa – sócio do escritório Denis Borges Barbosa Advogados e consultor jurídico da ABIFINA

 

“É sempre muito importante comemorar um aniversário, especialmente, os 33 anos de trabalho bem-sucedidos da ABIFINA. Uma entidade competente e dedicada ao fortalecimento das atividades de desenvolvimento e produção da área química fina, indústria farmacêutica e biológica no país. Uma andorinha só não faz verão e isto se aplica muito bem a esta área. Precisamos ter um coletivo muito forte para encaminhar os temas mais relevantes do setor como forma de garantir a sustentabilidade da ABIFINA perante a sociedade e o Governo Federal”.

Akira Homma – presidente do Conselho Político e Estratégico de Bio-Manguinhos e vice-presidente de Biotecnologia da ABIFINA

 

“Este é um evento extremamente importante para celebrar os 33 anos da ABIFINA e assegurar o desenvolvimento da indústria fina no Brasil. A química fina está por trás de todas as indústrias e setores da economia do país. Ter uma indústria química brasileira pujante é um pré-requisito para todo o crescimento de uma nação. O setor passa por muitos desafios, incluindo a área de indústria química, e esperamos que esta cadeia se fortaleça no novo governo”.

João Sereno Lammel – conselheiro da Ouro Fino Agrociência e vice-presidente Agroquímico da ABIFINA

 

AS CONGRATULAÇÕES RECEBIDAS

 

“Sonho acalentado por muito tempo, a ABIFINA é um marco e um farol que guia as empresas brasileiras produtoras de insumos e especialidades da cadeia farmacêutica, congregando ao seu redor startups, instituições públicas, além de pequenas, médias e grandes empresas que lutam por uma presença de destaque no cenário mundial cada vez mais competitivo”

José Correia da Silva – vice-presidente do Conselho de Administração da Abiquifi e membro do Conselho Consultivo da ABIFINA.

 

“Esta cerimônia é muito importante, um testemunho vivo, um exemplo eloquente de que coisas sérias e competentes podem ser realizadas no Brasil. Desejo parabéns a todos aqueles que tem dado apoio e continuidade de ação à ABIFINA”.

Fernando Adolpho Ribeiro Sandroni – membro do Conselho Consultivo da ABIFINA

 

“A diretoria da PróGenéricos e eu transmitimos parabéns à ABIFINA pela comemoração de 33 anos de história na vanguarda das discussões do setor, assegurando que os altos padrões de qualidade e segurança sejam alcançados em todos os processos na fabricação de um medicamento, garantindo assim que o cidadão brasileiro tenha acesso as melhores tecnologias medicamentosas”.

Telma Salles – presidente Executiva PróGenericos e membro do Conselho Consultivo da ABIFINA

Galeria de imagens