Bem vindo  

A Entidade

ATUAO

A Associao Brasileira das Indstrias de Qumica Fina, Biotecnologia e suas Especialidades (ABIFINA) trabalha h 35 anos pelo desenvolvimento do parque industrial do setor no Brasil comprometida com a transparncia, a tica e o avano econmico nacional. Em busca de promover a competitividade na rea, a ABIFINA atua em duas frentes: contribuies formulao de polticas pblicas e capacitao tecnolgica de empresas.

A agenda estratgica da entidade cobre os temas da inovao, fabricao local, acesso ao mercado interno, comrcio exterior, propriedade intelectual e investimento produtivo. Atenta s tendncias da fronteira tecnolgica, a ABIFINA tem atuado de forma intensa, nos ltimos anos, nas questes tcnicas e regulatrias no campo da biotecnologia.

Constituem o quadro de associados da ABIFINA empresas industriais instaladas no Brasil que privilegiem a fabricao local com esforos de inovao. No grupo, encontram-se empresas privadas e laboratrios pblicos, o que reflete o diferencial da ABIFINA de articular demandas das duas esferas, visando um bem maior: o desenvolvimento econmico sustentado.

HISTRIA

A ABIFINA foi criada em 18 de junho de 1986, em So Paulo, por um grupo de empresrios nacionais preocupados em estabelecer condies para o desenvolvimento da ainda incipiente indstria de qumica fina. J em seu primeiro ano de atividades, a entidade participou da elaborao da Constituio de 1988, no captulo de Cincia e Tecnologia, que define o mercado interno como patrimnio nacional a ser usado para o progresso do Pas.

Nos anos seguintes, a ABIFINA constituiu uma rede de parceiros que lhe permitiu se articular institucionalmente em diversas frentes a marca da entidade at hoje. Assim, a ABIFINA participou, em Genebra, das negociaes do Acordo Geral de Tarifas e Comrcio (GATT, na sigla em ingls), conjunto de barreiras aduaneiras que visava liberalizar o comrcio mundial e combater prticas protecionistas.

A ABIFINA tambm influenciou a montagem do Acordo sobre os Aspectos de Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comrcio (TRIPS, em ingls). Nas duas ocasies, a ABIFINA defendeu posies da indstria de qumica fina brasileira pautada pelo desenvolvimento econmico nacional.

Com a abertura comercial do Pas no incio dos anos 90, a ABIFINA trabalhou para evitar a quase extino do setor farmoqumico, apontando medidas que visavam proteger a indstria nacional nas negociaes de comrcio exterior. Nessa linha, a ABIFINA participou da aprovao da Lei de Propriedade Industrial brasileira e da criao da rea de Livre Comrcio das Amricas (Alca), como porta-voz da Confederao Nacional da Indstria (CNI) para o tema de Propriedade Intelectual.

Foi tambm na dcada de 1990 que a ABIFINA transferiu sua sede para o Rio de Janeiro.

Nos anos 2000, a entidade passou a atuar nos fruns de competitividade de cadeias produtivas, criados pelo Ministrio do Desenvolvimento. A partir da experincia acumulada, a ABIFINA colaborou para a elaborao da Lei do Bem, que criou incentivos fiscais automticos para empresas que investem em pesquisa e desenvolvimento.

Mais tarde, a associao contribuiu decisivamente para o estabelecimento do marco regulatrio do setor farmoqumico-farmacutico. Dessa forma, ajudou a criar e a fortalecer o Complexo Industrial da Sade, alm da poltica das Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDPs).

Do incio de sua histria at hoje, a ABIFINA tem na articulao com o governo seu maior capital, o que lhe permite negociar posies do setor que estejam alinhadas aos interesses nacionais.

ABRANGNCIA

A ABIFINA representa os diferentes segmentos do complexo industrial da qumica fina no Brasil. So eles:

Medicamentos (uso humano e animal)
   - Sintticos
   - Biotecnolgicos
   - Fitoterpicos (e Fitocosmticos)

Catalisadores

Corantes e Pigmentos

Aditivos

Aromas e fragrncias

Defensivos Agrcolas

Vacinas (uso humano e animal)